CVM lançará em 2020 novo sistema de supervisão para gestão de risco de liquidez em fundos

CVM lançará em 2020 novo sistema de supervisão
  • Enviar
  • Imprimir
09/01/2020

A partir de janeiro de 2020, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) atuará com novo sistema de supervisão para gestão de risco de liquidez em fundos de investimentos.

O sistema foi desenvolvido pela Superintendência de Fiscalização Externa (SFI), que atuou estrategicamente na elaboração de metodologia que aumentasse o campo de dados trabalhados pela área técnica responsável pela supervisão, a Superintendência de Relações com Investidores Institucionais (SIN), além da ampliação na precisão de análise dos índices de liquidez.

Segundo Jorge Alexandre Casara, Gerente de Inteligência em Supervisão de Riscos Estratégicos (GRID/SFI), foram elaborados quatro índices (classificações) de liquidez, com os quais, de acordo com as combinações de análise, será possível identificar, com mais clareza, possíveis inconsistências nos fundos. “O grande ganho com o novo sistema é aprimorar a identificação do que é problema de liquidez em um fundo de investimento e o que é problema informacional. Com isso, nossa atuação de supervisão fica mais precisa, pois podemos definir de forma, ainda mais eficiente, que decisão tomar: seja envio de ofício, para orientar como prestar corretamente a informação, ou regularização de determinada atividade do fundo”, comentou Casara.

Outro destaque é que a nova metodologia funciona de forma similar às metodologias utilizadas pelos administradores fiduciários. “O sistema utiliza dados de liquidez por tipo de ativo e distribui ao longo dos dias de acordo com o que pode ser negociado naquele ativo, já fazendo um confrontamento com os resgates demandados por cada fundo”, acrescentou o gerente.

Além disso, o sistema trabalha com os dados mais detalhados dos Informes Diários dos Fundos de Investimento, ampliando o rol de informações supervisionadas pela CVM.

Acesse a matéria completa em: CVM lançará em 2020 novo sistema de supervisão para gestão de risco de liquidez em fundos